Cânticos autoria de

ABADA-CAPOEIRA

1.     Capoeira ABADÁ- Prof. Macaco

Vou lhe dizer o que me alegra numa roda
De Capoeira quando eu começo a tocar
Três berimbaus gunga, médio e uma viola
Atabaque e o pandeiro e dois cabras pra jogar
Capoeira ABADÁ
Vou jogando Capoeira
Até o dia clarear
Capoeira ABADÁ
Se você é Capoeira
Nunca pare de treinar
Capoeira ABADÁ
Cante um corrido um coro bem respondido
Uma energia imensa que parado não vai dar
Capoeira ABADÁ
De Segunda a Sexta - feira
Tem roda no Humaitá
Capoeira ABADÁ
Capoeira que é bamba
Joga em qualquer lugar
Capoeira ABADÁ
Um jogo duro, uma armada e uma ponteira
Meia - lua e uma rasteira, continue a jogar
Capoeira ABADÁ
Se você é Capoeira
Nunca deixe de treinar
Capoeira ABADÁ

Joga em cima
Joga
embaixo

No que o berimbau mandar

 

 

 

 

2.     Iaia ioiô - Mestre camisa

Quando o meu mestre se foi
Toda a Bahia chorou
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio

Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Oi menino com quem tu aprendeu?

Oi menino com quem tu aprendeu?
Aprendeu a jogar capoeira aprendeu
Quem me ensinou já morreu

Quem me ensinou já morreu
O seu nome esta gravado
Na terra onde ele nasceu
Salve o mestre Bimba
A Bahia de Maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioiô

Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio

Mandingueiro
Venho de Malé Bolência
Era ligeiro o meu mestre
Que jogava conforme a cadência
No bater do berimbau
Salve o mestre Bimba
Criador da regional
Salve o mestre Bimba
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio

Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Aprendeu meia-lua aprendeu
Oi martelo, rabo-de-arraia
Jogava no pé da ladeira
Muitas vezes na beira da praia
Salve São Salvador
A Bahia de Maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioiô
Iaia ioio iaia ioiô

Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Quando meu mestre se foi
Toda a Bahia chorou
Iaia ioiô
Iaia ioio iaia ioio

Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioiô

 

3.     Hoje tem caporira - Mestre camisa

Olha pega a beriba e começa a tocar
Pandeiro, atabaque não pode faltar
No jogo ligeiro que lá na Bahia
Aprendi a jogar
Meia - lua, rasteira, martelo e pisão
Solta a mandinga conforme a razão
Na reza cantada pede proteção
E hoje tem capoeira

No toque da viola chega pra roda
E vamos jogar
O meu mestre foi Bimba
Negro mandingueiro com quem esta arte
Aprendi a jogar
Já joguei na ribeira
No pé da ladeira na beira do mar
Pula daqui, joga pra lá
Discípulo de Bimba
Chegou pra jogar
E hoje tem capoeira

No toque da viola chega pra roda
E vamos jogar

Olha pega a beriba e começa a tocar
Pandeiro, atabaque não pode faltar
No jogo ligeiro que lá na Bahia
Aprendi a jogar
E hoje tem capoeira

No toque da viola chega pra roda
E vamos jogar

 

4.     palha do coqueiro –Prof. Esquilo

Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro

Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Lá na praia tem coqueiro
Quem plantou foi lemanjá
Se o coco tiver maduro
O vento vai derrubar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coro maduro tomara que você caia
Mais não quebre a sapucaia
quando o vento balançar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Na praia de Amaralina
Na sombra do coqueiral
Tem roda de capoeira
No toque do berimbau

 

5.     Rio de Janeiro

Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
nessa terra capoeira
tem roda o ano inteiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
quem não sai da academia
não conhece o mandingueiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
pra melhorar a visão do capoeira
você tem que correr roda
não pode marcar bobeira
toque de angola, bengula, Santa Maria
Jogue embaixo, Jogue em cima
São Bento
, Cavalaria

Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Reza à São Sebastião
que é o seu padroeiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
nessa terra capoeira tem
roda o ano inteiro
roda da Penha, Caxias e Cordavil
tem na Barra da Tijuca
e o Quilombo em Acari
na Carioca, na Glória e na Central
Macaé, Rocha Miranda, no Leblon e Marechal
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
é de janeiro à janeiro
tem roda o ano inteiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
quem não sai da academia
não conhece o mandingueiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
pra terminar lhe digo dessa maneira
rode mais na capoeira
seja angola ou regional
sangue na veia
bata o pé com alarido
por favor puxe um corrido
no toque do berimbau
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
reza São Sebastião
que é o seu santo padroeiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
quem não sai da academia
não conhece mandingueiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
tem roda na Cinelândia no mês de fevereiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

6.     o navio negreiro

Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola

Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola
vem gente de Cambinda
Benguela e Luanda
eles vinham acorrentados
pra trabalhar nessas bandas


Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola

aqui chegando não perderam a sua fé
criaram o samba
a capoeira e o candomblé
Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola
acorrentados no porão do navio
muitos morreram de banzo e de frio

 

7.     Faca de Tucum

Faca de Tucum
matou Besouro Mangangá

Faca de Tucum
matou Besouro Mangangá
diz à história que mataram seu Besouro
foi lá na Bahia, Santo Amaro em Salvador
morreu deitado dentro de rede de corda
de nada valeu mandinga
da tradição não se salvou
Faca de Tucum
matou Besouro Mangangá

Faca de Tucum
matou Besouro Mangangá
Corpo fechado, magia com reza forte
da vida não levava lição de ninguém
Cordão de Ouro
também chamado Besouro
hoje joga capoeira
com os mestres do além
Faca de Tucum
matou Besouro Mangangá
dormi sonhando
com o berimbau tocando
vejo roda com Besouro e Paraná
fico lembrando desses mestres do passado
sinto um desejo danado
de capoeira jogar
Faca de Tucum
matou Besouro Mangangá

 

8. Os olhos que falam (mestrando charm)

Pelo brilho de teus olhos

Eu já sei quem e voce

Quando se gosta de verdade

E presiso entender

Tudo que acontece fora

Faz dentro entriztecer

Sempre existe neste mundo

Alquem para te esperar

Seja no meio do deserto

Ou na imensidao do mar

Sei que um dia em meu caminho

Os olhos vao me enxegar

 Eu sei que os olhos mentem

Mas um dia vao confessar

O amor e arriscado

Sempre traz complacaçoes

Pode levar o capoeira

Num tunel da ilusoes...camara.....

Ie viva meu deus

Ie viva meu deus camara!!!!!

Ie viva meu mestre

Ie viva meu mestre camara!!!!!

 

9. eu quero aprender (mestrando charm)

eu quero aprender

eu quero aprender

a jogar bem emaralhado

bem pertinho quero aprender

 

a jogar o jogo no chao

rasterinho quero aprender

 

por favor mestre joao

me ensina queroaprender

 

a tocar o berimbau

bem amaralhado quero aprender

 

me ensina pulo do gato

me mestre eu quero aprender

 

a jogar jogo de angola

pequetitinho quero aprender

 

1.       peito vazio (mestrando charm)

eu sinto um vazio no peito

berimbau ve me ajudar

vem, vem,vem

berimbau ve me ajudar

 

eu sinto saudades de um tempo

que o berimbau me levou

agora eu levo ele para

os lugares onde eu vou

 

existen milhones de estrelas

mas a minha eu encontrei

fica no brilho do aço

do berimbau que eu toquei

berimbau deu um pulo no tempo

me encontro nas profundezas

me deu tada aramonia no canto da capoeira

 

pensamento invade o passado

me deixa acordado para

o jogo da capoeira siempre lembra

que aclama o meu corpo e me faz respirar

 

2.       cantador waldemar(mestrando charm)

waldemar da paixao

quando escuto um berimbau tocar

me da um vazio no peito

coraçao comença a chorar

 

waldemar ja deixo a terra

ninguem pode ficar no seu lugar

deus que lhe de uma boa gloria

para que possa descansar

 

wldemar dentro do seu barraçao

preparando os berimbaus para pintar

as cores que ele usava

todo o mundo queria comprar

 

mestre joao grande e joao pequeno

falam bem de mestre waldemar

diziam que nasa rodads do cais

o seu canto nao podia faltar

 

waldemar foi um grade cantador

para tocar eu nao quero nem falar

se alguem lhe chamava parauma roda

nosso mestre ia vadiar

 

3.       nó de rosa (mestrando charm)

eu dei um no na ponta

no meio vou dar de novo

na ponta poi no-de-rosa

no meio boca-de-lobo

 

o capoeira que imagina

sabe que no ele vai dar

da um no esconde a ponta

para outro nao desatar

 

voce deu rasteira em cobra

deu no ate em goteira

nao venha da no cego

no meio da capoeira

 

meu amor me deu um no

eu consegui desatar

quero ver si ela desata

o no-direito que eu vou dar

 

se tira dentes soubese

desatar o no-da-força

ele nao morreria

na justiça la da corte

 

menino peqgue sua corda

antes de se batizar

de na ponta um no-de-rosa

pra corda nao desfiar

 

4.        festa de batizado (mestrando charm)

no dia de festa

no dia de batizado

quem e da casa me ajuda

quem nao for e meu convidado

 

no dia de festa

afina o berimbau

aperta bem os pandeiros

no atabaque e corda de cinzal

 

berimbau tame chamando

esta na hora de participar

bate palmas, responde esse coro

que energia nao pode faltar

 

entrega de corda

batizado ou entao promoçao

o nome agora nao importa

o que vale e a boa intençao

 

voce que faz parate da casa

por favor traga toda a familia

convida tambem os amigos

para festa ter muita armonia

 

5.        ABADÁ me leva (mestrando charm)

Eu levo abada

Abada que leva eu

Pra qualquier parte do mundo

abada que leva eu

 

eu nasci nesta arte

e de ela nunca vou sair

ABADÁ-CAPOEIRA

E destino que vou seguir

 

A agua saiu da fonte

Percorrendo o mundo inteiro

ABADÁ-CAPOEIRA

Nasceu no Rio de Janeiro

 

Um sonho de criança

Conseguiu se-realizar

Com muito fundamento

Foi fundada em ABADÁ

 

Sao 27 estados

E cinco continentes

ABADÁ-CAPOEIRA

Esta no mundo presente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6.       nao me abandone meu bem

nao me abandone meu bem

nao vai imbora nao me troque por ningem

 

o capoeira e um homem muito forte

que nao ten medo da morte

nem e de se lamentar

mais cuando prova o amargo da solidao

sente um dor no coraçao e uma vodade de chorar

 

nao me abandone meu bem

nao vai imbora nao me troque por ningem

 

voce um dia disse pra mim que me amava

mais voce que tava errada eganhou me coraçao

e hoje eu fico sozinho desamparado

com meu berimbau do lado cantando essa cançao

 

nao me abandone meu bem

nao vai imbora nao me troque por ningem

 

pois a tristeza que hoje sinto no peito

nem eu mesmo sei direito e capaz de me matar

por issso agora o berimbau me consola

pois sei que tu vai embora e nunca mas vai voltar

 

nao me abandone meu bem

nao vai imbora nao me troque por ningem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Corridos

Da, da, da meu negro

Da, da, da meu negro

O negro você não da

Da, da, da meu negro

O negro você não da

Da, da, da meu negro

Ou você vai apanhar

Da, da, da meu negro

O negro você não da

Da, da, da meu negro

O negro você não da

 

Ai, ai, ai, ai

Ai, ai, ai, ai,

São bentos me chama

Ai, ai, ai, ai

São bentos me leva

Ai, ai, ai, ai

Para tocar berimbau

Ai, ai, ai, ai

E jogar capoeira

 

Xô, xô, meu canário

Xô, xô, meu canário

Meu canário e cantador

Xô, xô, meu canário

Meu canário cantador

Xô, xô, meu canário

Foi embora e me deixo

Xô, xô, meu canário

Machuco meu coração

Xô, xô, meu canário

 

O sim, sim, sim, sim

O sim, sim, sim, sim

O não, não, não, não

O sim, sim, sim, sim

O não, não, não, não

Si meu mestre diz que sim

Eu quero ouvir quem diz que não

O sim, sim, sim, sim

O não, não, não, não

Mas hoje tem amanhã não 
Mas hoje tem amanhã não 

O sim, sim, sim, sim

O não, não, não, não

 

O negro que barulho e esse,

O negro que barulho e esse,

Que vem de lado de lá

O negro que barulho e esse,

Que vem de lado de lá

Vai lá, vai lá

Vai lá, para ver o que ai

Vai lá, vai lá

Vai lá, para ver o que ai

 

Roda boa, roda boa,
Roda boa, roda boa,
L
a no Kino a roda e boa.
Roda boa, roda boa,
E em Sao Paulo a roda e boa.
Roda boa, roda boa,
Em Sao Paulo da garoa.
Roda boa, roda boa,
No Brasil a roda e boa
Roda boa, roda boa,

 

O menino chorou
O menino chorou
Nhem Nhem Nhem!
Porque não mamou
Nhem Nhem Nhem!
Sua mãe ta na feira
Nhem Nhem Nhem!
Ela ainda, não voltou
Nhem Nhem Nhem!
Cala a boca menino!
Nhem Nhem Nhem!
O menino danado
Nhem Nhem Nhem!
O menino malvado!
Nhem Nhem Nhem!

 

O corta cana

O corta cana, corta cana, corta cana,

O  corta cana no canavial

O corta cana, corta cana, corta cana,

O  corta cana no canavial

O corta cana, corta cana, corta cana,

O  corta cana no canavial

O corta cana, corta cana, corta cana,

O  corta cana no canavial

 

 

Ele vai, ele vem

Ele vai, ele vem

Ele vai, eu quero ver

Ele vai, ele vem

Ele vai, eu quero ver

Ele vai, ele vai, ele vem, ele vem

Ele vai, eu quero ver

Ele vai, ele vem

Ele vai, eu quero ver

Ele vai, ele vem

Ele vai, eu quero ver

Ele vai, ele vai, ele vem, ele vem

Ele vai, eu quero ver

Ele vai, ele vem

Ele vai, eu quero ver

 

Bimba mandou

Bimba mandou tocar

Tocar

Bimba mandou cantar

Cantar

 Bimba mandou responder

Responder

Bimba mandou jogar

Jogar

Bimba mandou marcar

Marcar

Bimba mandou lutar

Lutar

 

a manteiga derramou

Vou dizer a meu senhor
Que a manteiga derramou
E a manteiga não e minha
E a manteiga  de ioi
Vou dizer a meu senhor
Que a manteiga derramou
A manteiga  de ioi
Caiu na agua e se molhou
Vou dizer a meu senhor
Que a manteiga derramou
A manteiga do patrao
Caiu no chao e derramou
Vou dizer a meu senhor
Que a manteiga derramou
A manteiga nao e minha
é pra filha de ioi

 

E da nossa cor

Laue, Laue, Laue,
Le le le le le le le leo

Laue, Laue, Laue,
Le le le le le le le leo
Ta no sangue da raça Brasileira
Capoeira
E da nossa cor!

Berimbau

E da nossa cor!
Atabaque
E da nossa cor!
E Pandeiro
E da nossa cor!
Laue, Laue, Laue,
Le le le le le le le leo

Laue, Laue, Laue,
Le le le le le le le leo


Abalou capoeira abalou

Abalou capoeira abalou, o abalou vem abalar.
Abalou capoeira, abalou.
Abalou capoeira abalou, o abalou vem abalar.
Abalou capoeira, abalou.
Abalou capoeira abalou, o abalou vem abalar.
Abalou capoeira, abalou.


Ai, ai, ai, ai, doutor,
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Velejando no mar eu vou, eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Navegando no mar eu vou eu vou,
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Velejando no mar eu vou, eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Navegando no mar eu vou eu vou,

Ai, ai, ai, ai, doutor,
Velejando no mar eu vou, eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Navegando no mar eu vou eu vou,

 

 

 

Cânticos

Domínio publica

É defesa e ataque

Capoeira
e defesa e ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
S
ao Francisco Nunes
Preto velho meu av
o
Ensinou para o meu pai
Mas meu pai nao me ensinou
e defesa e ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
O Maculele
A dança do pau
Na roda de capoeira
Quem comanda e o berimbau
e defesa e ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Eu ja tive em Moçambique
Eu
ja tive em Guino
To
voltando de Angola

Com o jogo de Malo
e defesa e ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Se você quiser aprende
Vai ter que praticar
Mas na roda de Capoeira
E' gostoso de jogar

 

Mas se chorei, chorei por ela

Mas se chorei, chorei por ela,
Ela de nada me adiantou.
Mas se chorei, chorei por ela,
Ela de nada me adiantou.
Essa mulher muita valia em minha vida,
Hoje ela é uma sofrida,
porque sempre me chutou,
E eu cansado, de levar tapa na cara,
dessa nega descarada,
que um dia me beijou,
Mas se chorei, chorei por ela,
Ela de nada me adiantou.
Pois o seu nome,
Esta gravado em minha mente,
Uma historia era recente,
Hoje ja se apagou,
Mas e agora,
O que interessa na minha vida,
é curar essa ferida,
Que a nega me deixou.
Mas se chorei, chorei por ela,
Ela de nada me adiantou.
Mas se que um dia,
Quando isso se acabar,
A nega vai se lembrar,
De tudo que ela me fez,
Ai ent
ão,
Vou dar a volta por cima,
Vou mostrar pra essa menina,
Que o encanto se desfez.
Mas se chorei, chorei por ela,
Ela de nada me adiantou.
Mas se chorei, chorei por ela,
Ela de nada me adiantou.
Mas se chorei, chorei por ela,
Ela de nada me adiantou.

 

Maculele

Eu vi um dia

Pela mata oscura

vi fazer maculele

no clarao da lua.

 

so eu, so eu, so eu

maculele so eu.

 

Vamos todos a louvar
A nossa nação brasileira
Salve Zumbi dos Palmares ora meu Deus
que nos livrou do cativeiro

 

Dou boa noite pra quem é de boa noite
Dou bom dia pra quem é de bom dia
A bencao meu papai a benção
Maculelê e o rei da valentia

 

Certo dia na cabana um guerreiro
Certo dia na cabana um guerreiro
Foi atacado por uma tribo pra valê
Pegou dois paus, saiu de salto mortal

E gritou pula menino, que eu sou Maculelê

Tumba é caboco

Tumba lá e cá

Tumba é guerreiro

Tumba lá e cá

Tumba é caboco

Tumba lá e cá

Nao me dixe so

Tumba lá e cá

 

consulte con el responsable de su academia nuestros costos de:
- uniformes oficiales
- berimbaus
- pandeiros
- atabaque
- cd
- videos
- libros
intezados en relizacion de proyectos y cursos para fundaciones o instituciones de ayuda social o colegios hacer su solicitud a:
chelitocapo88@hotmail.com

Tel.: 00-595-21-3551352
(fuera de Paraguay)

Tel.: 0983551352
(dentro de Paraguay)
realizamos presentaciones para todo el Parguay
contacto:

chelitocapo88@hotmail.com

Tel.: 00-595-21-3551352
(fuera de Paraguay)

Tel.: 0983551352
(dentro de Paraguay)
Hoy habia 3 visitantes (11 clics a subpáginas) ¡Aqui en esta página!
=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=